Vida com Estilo

/O modo de viver à sua moda

Moda sustentável com amostras têxteis

A marca americana Piece by Piece utiliza amostras de tecidos como matéria-prima das peças exclusivas
| Por: Redação

O desperdício na cadeia produtiva da moda convida a experimentos sustentáveis. Retalhos e recortes de couro deixam a condição de descarte aos olhos e mãos de designers que neles enxergam matéria-prima. Para a marca americana Piece by Piece as amostras têxteis que inspiram coleções de outras grifes e se esgotam como tendência em um piscar de olhos são transformadas em peças exclusivas. O suposto lixo é a síntese do luxo pautado na exclusividade que afronta a produção em série.

A estilista Elizabeth Brunner, nascida em São Francisco (Estados Unidos), é a idealizadora do projeto de costura sustentável. Na página da marca ela enfatiza a iniciativa enquanto resposta pessoal ao montante de resíduos produzidos pela indústria da moda. "Todos os anos, milhares de amostras de tecidos são descartadas a cada temporada e até agora tem sido difícil imaginar um propósito útil para elas. Essa é a nossa maneira de criar uma ruptura com o caminho tradicional normalmente trilhado pela indústria de vestuário".    

A grife fundada em 2008 apostou no pioneirismo dos recursos até então inexplorados. Com criatividade e paixão pela abordagem sustentável a designer inovou no desenvolvimento de roupas com viés ambientalmente consciente, compostas na oferta dinâmica das amostras têxteis descartadas. As peças de caráter único - que exigem engenhosidade na concepção limitada à fração dos tecidos - não seguem tendências e a proposta atemporal reafirma o conceito de durabilidade. 

O nome Piece by Piece expõe a filosofia da matéria-prima empregada e do processo artesanal das roupas. O desafio resulta em peças artísticas, ricas em detalhes para o estilo clássico que ignora o tempo e a efemeridade da moda. "Nossa missão é criar beleza a partir de resíduos e instigar uma reflexão sobre o que significa o desperdício e como enfrentá-lo", declara Elizabeth na página da grife. Nas suas palavras transborda o orgulho de ser integrante de um movimento antimoda feito com ética e pedaços de inovação.