Vida com Estilo

/O modo de viver à sua moda

Respire... e conte até 10!

Campanha motiva o cidadão a contar até 10 antes de praticar qualquer ato de violência por impulso
| Por: Da Redação

Inspirar o ar até encher os pulmões e contar até dez, expirando lentamente. O exercício de autocontrole ajuda a não sucumbir à raiva que deflagra a violência. A mensagem é da campanha "Conte até dez" lançada nesta quinta-feira (8), em Brasília, pelo Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) e Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp), com o propósito de sensibilizar a população brasileira para a prevenção de homicídios cometidos por impulso. O órgão acredita que é possível evitar atitudes e reações contra a vida em situações de conflitos que marcam o cotidiano.  

Com o slogan "A raiva passa, a vida fica", a campanha é estrelada por lutadores renomados do Ultimate Fighting Championship (UFC), como os campeões mundiais Anderson Silva (peso-médio) e Júnior Cigano (peso-pesado), e os judocas Sarah Menezes, campeã olímpica em 2012, e Leandro Guilheiro, duas vezes campeão olímpico. Os atletas não cobraram cachê para compartilhar a mensagem de paz e de não reação em situações de possível violência.

Para o anúncio, foram produzidos vídeos, jingles e cartazes. As peças publicitárias serão veiculadas em jornais, revistas e mídias digitais, incluindo as redes sociais. De acordo com o CNMP, o material será veiculado sem custos por mais de 26 emissoras de televisão nacionais e regionais (abertas e a cabo) e 115 rádios em todo o País. O esforço ainda conta com 35 revistas e 40 jornais, além de portais de notícias na internet.

Em parceria com o Ministério da Educação (MEC), uma cartilha educativa vai chegar às salas de aula para auxiliar professores na abordagem do tema. O material será distribuído em todo o Brasil a partir de 2013. Também serão promovidos eventos que incluem visitas às escolas públicas em todo país, em parceria com os Ministérios Públicos estaduais e demais integrantes da Enasp.

De acordo com dados do Ministério da Justiça, o Mapa da Violência aponta 49.932 homicídios no Brasil em 2010. O número representa média de 26,2 assassinatos para cada grupo de cem mil habitantes e coloca o país entre os mais violentos do mundo. Um estudo da CNMP, entre 2011 e 2012, demonstra que os homicídios por impulso e por motivo fútil - dependendo do Estado - correspondem a índices que variam de 25% a 80% dos crimes cometidos. Uma realidade que pode ser transformada com informação, sensibilização e atitude. (Fonte:http://www.brasil.gov.br)

Entre nessa luta!