Vida com Estilo

/O modo de viver à sua moda

Que tal um Café com Retalhos?

Na cidade de Areia, na Paraíba, um café alia oficina de costura a sabores da gastronomia local
| Por: Raquel Medeiros

Para um bom café grãos selecionados... E pitadas de cultura, criatividade e sustentabilidade. A proposta fresquinha e encorpada está no "Café com Retalhos", na cidade paraibana de Areia, onde o clima serrano e as tradições reforçam o convite em torno de um bule fumegante e uma oficina artesanal de costura. Tecidos de florais liberty e poás, botões, linhas, aviamentos e agulhas resgatam a arte de fazer à mão peças que são confeccionadas ao sabor da bebida mais apreciada no Brasil e levadas como souvenirs por quem executa.

A ideia que está mexendo com a agenda cultural do município do Brejo paraibano, com pouco mais de 25 mil habitantes, faz parte do turismo de experiência estimulado pelo Sebrae-PB. O Café com Retalhos está inserido na rota dos passeios marcados pela interatividade. Uma forma do turista vivenciar o cotidiano do lugar, estreitar laços com os nativos e degustar a gastronomia local. O novo nicho do setor gera emprego e renda à economia, potencializa o destino turístico e promove a cultura regional.

Aconchego no ponto

O Café com Retalhos está no ponto quando o assunto é gastronomia, arte e cultura. Logo à primeira vista - espiando pela janela típica das casas interioranas - a profusão de cores contida no ambiente é um convite instantâneo a bebericar um cafezinho, ler um cordel que está disponível na estante dos escritores da terra e apreciar os produtos expostos. O espaço - mescla de boutique e cafeteria - está repleto de utilitários têxteis (mais de 80 variedades) como bolsas, porta-celulares e capas de cadernos escolares. Todos frutos da imaginação e habilidade da proprietária Suely Maia. A psicopedagoga de 51 anos trocou a sala de aula pelo ateliê que funciona no mesmo endereço. Com linha e agulha continua multiplicando conhecimento ancestral e sustentável.

As criações de Suely exibem etiqueta com o nome Salyla, referência carinhosa dos pais por sua vivacidade e peraltice de menina que começou a fazer cursos de artesanato e culinária aos sete anos de idade. A marca foi criada em junho de 2011 e a originalidade do trabalho feito por suas mãos conta hoje com a colaboração de mais uma costureira e cinco auxiliares encarregadas dos bordados e acabamentos das peças. A produção também atende lojistas de João Pessoa, capital paraibana.

Oficina com saber e sabor sustentável

O amor pelo artesanato e a tradição familiar em torno do café de mesa farta configurou a concepção do negócio. "A consultoria do Sebrae foi determinante para abrir a cabeça e enxergar novas possibilidades naquilo que sei fazer", conta Suely. Sob agendamento, ela ministra a oficina de costura e customização aos visitantes. No período de três horas os interessados aprendem a confeccionar um chaveiro na forma de docinho (cuja base é uma tampa de garrafa pet) e uma capa de caderneta customizada com pedacinhos de pano que lembram o casario antigo da cidade. "São peças que unem técnicas de costura à mão e patchcolagem", explica a artesã que se sente feliz em multiplicar arte.

Entre a elaboração das duas peças, pausa para o "recreio". Hora do café brejeiro, que pode ser adoçado com açúcar mascavo ou demerara, oriundos dos engenhos da região. Para encher os olhos e o estômago torta-de-banana, biscoitos, sequilho, broa de trigo e pãozinho de maçã. A fartura é coroada com a bala de café caseira. A maior parte das receitas vem dos cadernos de culinária da avó de Suely e preservam a memória da gastronomia. Tanto saber e sabor dá vontade de "ir para o Brejo" sempre!

 

Serviço:

Café com Retalhos - Rua Pedro Américo, 62, Centro, Areia-PB

Fone: (83) 8857 6614

Custo da oficina com o café: R$ 50,00

E-mail: suely_maia@hotmail.com