Vida com Estilo

/O modo de viver à sua moda

Mobiliário surreal: a revolta contra linhas retas

A linha de móveis Dust Furniture traz o inusitado do design que mais parece arte surrealista ou cenário de Alice no País das Maravilhas
| Por: Da Redação

A linha de móveis Dust Furniture (algo como móveis de poeira ou pó) do designer americano Vicent Thomas Leman parece mais obras de surrealistas como Salvador Dali e René Magritte. Ou quem sabe cenário fantasioso de Lewis Carroll em Alice no País das Maravilhas? O fato é que mesas, espelhos, relógios, estantes e armários fazem a revolta contra linhas retas e o já esperado destas formas. O inusitado se torna possível com peças curvadas, entortadas, esticadas e empilhadas através de um conceito de design que bebe na fonte do imaginário, liberto da lógica e da razão de um mobiliário comum.  

Para quem gosta de fazer a diferença e da arte como manifestação simbólica em objetos comuns, a proposta do mobiliário da Dust traz a perfeita combinação da irreverência e funcionalidade. Definido pelo criador como "móveis tradicionais e abstratos", o designer resolveu fundar a marca em 2001, junto com sua esposa Jessie Leman. De acordo com seu depoimento no site da empresa, ele se esforça no processo de criação para que sua proposta seja funcional e integrada à rotina. "A alegria está em descobrir novas maneiras de misturar arte e torná-la acessível", explica. A raiz clássica de cada peça ajuda a manter a identidade dos móveis e preserva o trabalho familiar dedicado às formas incomuns", afirma.

Processo de criação

Todos os móveis são feitos à mão no estúdio Dust em Valparaiso, em Indiana, Estados Unidos. A criação começa a partir de uma série de esboços para então gerar um conceito, centelha de imaginação que define cada peça. Pode ser um movimento específico, um curvamento ou ainda o equilíbrio de um móvel sobre outro. A ideia é refinada e trabalhada e o desenho digitalizado. A partir disso,  começa a se tornar realidade: painéis de madeira são cortados, as peças montadas, polidas, aplicadas várias camadas de tintas e depois colocado à venda, já que a loja é online.

Para o designer o ato de criação é uma experiência gratificante. "Tornar uma ideia abstrata, dando-lhe forma, proporções refinadas, linhas e funcionalidades é a possibilidade da imaginação ser transformada em uma presença real. Um processo que me dá grande alegria", conta. A sustentabilidade é outra marca dos móveis Dust que utilizam madeiras não ameaçadas, como o MDF sustentável. O verniz e as tintas também são elaborados à base de água e as embalagens biodegradáveis e recicláveis. Móveis surreais para tempos pós-modernos.

Para saber mais:

http://www.dustfurniture.com/