Tá na Rua

/A moda desfila na passarela urbana

As bolsas personalizam e guardam estilo

Além do papel de acessórios funcionais, as bolsas assinalam personalidade e traduzem segurança
| Por: Da Redação

Mais que acessórios funcionais, as bolsas são territórios de domínio feminino. Convertidas em áreas restritas e compartimentadas elas são guardiãs de itens intrínsecos à personalidade de quem as leva nas mãos, apoiada no braço ou ombro. Compactas, médias ou maximizadas delimitam o tamanho da necessidade, do compromisso ou estilo da mulher que estabelece o conceito do imprescindível ante os desafios de sua jornada. Na pluralidade das tendências que caracterizam a moda, foram abolidas restrições sobre cores, dimensões, formas e materiais.  

Produto do mercado de luxo que ranqueia o faturamento de grandes marcas, a bolsa exerce tal poder de personalização ao figurino que algumas grifes acabaram por tomar emprestados nomes de ícones da elegância feminina para batizar modelos que atravessam a linha do tempo. Jane Birkin, Grace kelly e Jaqueline (Jackie) Kennedy continuam inspirando sofisticação de braços dados com outras mulheres. A ex-premiê britânica, Margaret Tchatcher, assinalou a sua Asprey preta e estruturada como "o único lugar seguro em Downing Street", endereço do escritório governamental em Londres. Uma declaração escancarada do quanto uma bolsa é fortaleza de segredos.      

 

Campanha Miu Miu Resort 2013