Tá na Rua

/A moda desfila na passarela urbana

O brilho tem seu lugar ao sol

A moda urbana reflete tendências nos tecidos metalizados e paetês
| Por: Da Redação

 

A moda está sempre rompendo - apressadamente - com o que ela própria anuncia como padrão estético da hora. É essa ousadia e transitoriedade que a faz dinâmica e pulsante em modos, comportamentos e atitudes. De repente, o inimaginável se torna plausível e incontestável. Quem pensava - até pouco tempo - que a luminosidade do metalizado fosse cruzar ruas ao meio-dia? Que os paetês saíssem de fininho das divisórias das roupas de festa do armário para compor um visual urbano e diurno sem a preocupação dos reflexos extravagantes? Agora, nas 24 horas do dia, o brilho tem seu lugar ao sol!

Há algumas temporadas, a moda de materiais brilhantes ocupa lugar de destaque. Como de costume, as tendências revisitaram o passado e foram aos anos 70 pisar no território Glam  estadunidense.  Antítese ao movimento hippie estabelecido na década anterior, o estilo adotava uma estética ampla e irrestrita. Neste Glamour cabia glitter, androginia e futurismo que saltavam dos ícones culturais que balançavam o rock e enchiam as telas do cinema para um público que entrava rápido na "onda".  Purpurina na maquiagem, jaquetas de lantejoulas, casacos de lamê e plataformas nas alturas. A ideia era causar impacto, como fez o cantor David Bowie, representante inconfundível da época, com seu cabelo repicado e alaranjado.

Passados mais de 40 anos, o mesmo brilho reacende a chama.  Chegou de mansinho. Está atravessando o verão com todo vigor da luz que caracteriza a estação. Às vésperas do inverno que se aproxima, avisa que iluminará roupas e acessórios com mais intensidade do que nunca. Entre tanto ouro, prata, bronze, canutilhos e pedrarias, até parece uma metáfora que fará frente aos dias mais cinzas e desprovidos  do sol. E, novamente, a moda se impõe como recorte de cultura para "refletir". Ainda que seja pelo brilho dos metalizados e paetês que invadem as ruas.