Modalidades

/Modalidades

Os tons de Paris nos primórdios de 1900

Imagens raras reproduzidas com a técnica do autocromo assemelham-se às pinturas impressionistas
| Por: Da Redação

Uma Paris pulsante entregue à modernização está cristalizada nas imagens da rara coleção de fotografias a cores realizadas nos primeiros anos do século 20.  Os monumentos da cidade - como a Torre Eiffel -, os bairros pitorescos, as floristas, o figurino da Belle Époque e o cotidiano dos habitantes às margens do Rio Sena narram o espírito da capital francesa que abraçava o futuro. As imagens que mais se assemelham às telas impressionistas de Claude Monet foram reproduzidas através do autocromo. A técnica que utilizava sensíveis placas de vidro foi patenteada pelos irmãos franceses Auguste e Louis Lumière em 1903 e no fim da mesma década já eram populares nas mãos de inúmeros fotógrafos amadores da Europa. Antes dos filmes coloridos chegarem ao mercado nos anos de 1930, amantes da fotografia como o belga Léon Gimpel (1873-1948) exploraram matizes do autocromo. Deixaram registros que são verdadeiras obras de arte daqueles dias que Paris levitava ante os experimentos que fizeram o homem voar. Na foto, os balões ordenados diante do Grand Palais quase flutuam...