Moda

/Porque é tendência estar bem informado

Fashion Revolution Day: já se perguntou quem faz suas roupas e a que custo?

| Por: Redação

Quem faz a roupa que você veste e a que preço? Essa é a pergunta que a campanha "Fashion Revolution Day" quer tornar usual e parte da decisão de compra de milhões de consumidores ao redor do mundo. O movimento global chama a atenção para o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo. A mobilização acontece nesta sexta-feira (24.04) e ganha eco em 70 países. A data marca os dois anos do desabamento da fábrica de Rana Plaza, em Dhaka (Bangladesh), onde 1.133 trabalhadores do vestuário morreram e outras 2.500 sofreram lesões. A ideia é mostrar ao mundo que é possível estabelecer uma moda ética a partir de mudanças nas redes produtivas e de conexões - a longo prazo - pautadas na transparência.

Criado por um conselho global de líderes da indústria da moda sustentável, ativistas, imprensa e acadêmicos após o colapso do edifício Rana Plaza, o Fashion Revolution Day quer ajudar a tornar a moda uma força para o bem. A fundadora do movimento e pioneira em moda fair-trade (troca justa), Carry Somers, declara: "Eu vi que o desastre do Rana Plaza poderia atuar como um catalisador, espalhando a conscientização em prol da moda ética/sustentável e fornecendo uma janela para fazer a mudança real. O Fashion Revolution Day representa uma excelente oportunidade para reconectar os amantes da moda com as pessoas que fizeram suas roupas".

O avesso para questionar direitos

Como a moda que inspira e provoca, a campanha instiga o consumidor e propõe interação. A Co-fundadora Orsola de Castro diz: "Com um simples gesto de vestir sua roupa ao avesso, nós queremos que você pergunte: 'Quem fez minhas roupas?'. Essa ação vai incentivar pessoas a imaginar o "fio" do vestuário, desde o maquinista que costurou e todo o caminho até o agricultor que cultivou o algodão de onde os tecidos foram feitos. Esperamos que o Fashion Revolution Day inicie um processo de descoberta, aumentando a conscientização sobre o fato de que a compra é apenas o último passo de uma longa jornada que envolve centenas de pessoas, realçando a força de trabalho invisível por trás das roupas que vestimos". Para mais além desse avesso contido na indústria que é das mais influentes do mundo, o movimento quer despertar no consumidor final o desejo de vestir beleza, conforto e identidade com a costura do respeito e da ética.

O avesso da indústria  da moda, que é uma das mais influentes do mundo, aparece desnudo no documentário The True Cost, com lançamento mundial agendado para 29 de maio de 2015. No filme, o diretor britânico Andrew Morgan expõe as esgarçadas relaçoes de trabalho com salários escravizantes na cadeia produtiva em contraponto ao mundo de glamour estampado nas passarelas e espaços publicitários. Também faz refletir sobre os impactos ambientais causados ao planeta. Veja o trailer oficial:

Saiba Mais:

Fashion Revolution Day

The True Cost