Moda

/Porque é tendência estar bem informado

O retrô sob medida da Baba Yaga

A marca nascida em Salgueiro, no sertão pernambucano, resgata o romantismo e a feminilidade de décadas passadas com roupas de produção artesanal
| Por: Raquel Medeiros

Tudo funciona como em um ateliê das costureiras de antigamente. Escolha dos tecidos e aviamentos, fita métrica, provas... As medidas são do tamanho das necessidades das clientes que buscam roupa personalizada desvinculada da produção industrial em grande escala. O retrô dá as cartas do estilo. A proposta é da marca pernambucana Baba Yaga que faz um apanhado no passado para ofertar todo o romantismo e feminilidade que repousa entre as décadas de 20 e 60. A grife está localizada fisicamente na cidade de Salgueiro - a 512 quilômetros de Recife - e a loja virtual acaba de ser aberta para transcender as fronteiras e atender pedidos de todo o Brasil.

O nome da marca saiu das páginas centenárias de um conto infantil russo. No entanto, o conceito de moda idealizado para a mulher do século 21 é bem real e traz um viés contestador.  A inspiração que ressalta a atmosfera romântica e delicada refuta a renúncia da mulher - a partir da década de 60 - sobre sua feminilidade no vestir para competir em pé de igualdade com o sexo oposto no mercado de trabalho e outros segmentos da sociedade. "As mulheres abdicaram das saias, das rendas, dos vestidos e da delicadeza que é típica do sexo feminino. Delicadeza não é fraqueza, impotência ou incapacidade. Feminilidade não significa submissão ao sexo masculino. O recalque da feminilidade, sim, significa submissão a uma sociedade masculinizada" argumenta a jornalista Raquel Rocha, que ao lado da designer Luzia Lima, vem colocando a Baba Yaga no território da moda nordestina.

O romantismo do estilo retrô pode ser visto em cada detalhe. Nas estampas de floral liberty, no poá típico das pin-ups dos anos dourados, nas rendas e botões que arrematam as mangas e decotes dos vestidos. A roupa de confecção artesanal privilegia conforto com tecidos como o linho e de composição 100% algodão. Outro ponto que assinala o diferencial da marca recém-chegada ao mercado é a grade produzida em tamanhos que variam do 36 ao 50, além de peças exclusivas para o público infantil. "Estamos dizendo não à ditadura, à padronização e às tendências que regem a indústria da moda", explica Raquel Rocha que celebra a moda atemporal, personalizada e com identidade.  

 

Serviço:

Loja virtual Baba Yaga 

Página no Facebook 

A marca expõe no Abril pra Moda, nos dias 19 e 20 de abril, em Olinda-PE

 

A inspiração retrô da Baba Yaga