Moda

/Porque é tendência estar bem informado

Obsessão vertiginosa por sapatos

A exposição "Shoe Obsession", no museu nova-iorquino Fashion Institute of Technology, culmina com lançamento de livro assinado pelos curadores da mostra
| Por: Raquel Medeiros

Do luxo ao design extremo de alturas vertiginosas e solados delirantes. Os sapatos foram convertidos em ícones da cultura de moda e a mostra "Shoe Obsession" (Obsessão Sapato), realizada pelo museu Fashion Institute of Technology de Nova Iorque (com data para terminar em 13 de abril), ganha publicação homônima no final deste mês. O livro é de autoria dos curadores da exposição, Valerie Steele e Colleen Hill, e evidencia no conteúdo o fenômeno dos calçados que passaram de coadjuvantes à condição de protagonistas no figurino.

O leitor poderá conferir imagens da seleção dos 150 pares de sapatos contemporâneos assinados por designers influentes do segmento como Manolo Blahnik e Christian Louboutin, além de casas de estilo do porte de Salvatore Ferragamo, Azzedine Alaïa, Prada, Alexander McQueen e Balenciaga. Nomes como Kei Kagami e Noritaka Tatehana - que ultrapassaram a linha imaginária da criação de sapatos no século 21- também são destacados. 

Em plena expansão no mercado de luxo, chegando a ultrapassar as bolsas como itens que lideram vendas de acessórios, os sapatos também conquistam espaço nas grandes lojas de departamentos e seu público com os pés mais no chão. Perseguindo as pegadas de Blahnik e Louboutin existe um leque de novos desenhadores que escalam saltos e plataformas para satisfazer esta demanda. O desejo traduzido em índices econômicos atestam o comportamento com um estudo elaborado pelo IBM - Institute for Business Value, em 2011. O resultado: quanto maior a recessão, mais alto o salto. A coluna e os tendões pagam o preço.