Moda

/Porque é tendência estar bem informado

Manequim: o corpo da moda

Exposição no Museu Galliera, em Paris, destaca o protagonismo da modelo no universo da moda
| Por: Da Redação

Imagens que seduzem e estabelecem a conexão entre a criação e o consumo. Garotas de capas de revistas, símbolos sexuais de publicidades, protagonistas de editoriais e passarelas, as modelos são alçadas à condição de personagens centrais da moda. Atuações incorporadas ao desempenho comercial de marcas que massificam um estilo de vida e atitudes através de rostos e corpos que comunicam mensagens. Do nascimento da alta-costura no início do século passado às badaladas semanas de desfiles da atualidade a exposição Manequim: o corpo da moda, no Museu Galliera, em Paris, estabelece uma trajetória de como as modelos ocupam um lugar simbólico na própria história da moda.

A mostra reúne fotografias, vídeos e revistas que projetam, também, um emaranhado de nomes partícipes de uma indústria efêmera motivada pela necessidade de criar e apresentar a nova estética que retoma o ciclo que dá sentido à moda. Dentro do recorte temporal de pouco mais de um século, a relação intrínseca entre modelos e fotógrafos colocam em destaque imagens assinadas por Henry Clarke, Horst P. Horst, Erwin Blumenfeld, Helmut Newton, Guy Bourdin, Nick Knight, Corinne Day e Juergen Teller, entre outros tantos profissionais que experimentaram a fotografia que sucedeu a ilustração - gradativamente - nas publicações segmentadas.

Após habituais exposições centradas no vestuário, o Galliera apresenta uma face da moda através da figura da modelo, definida como ideal feminino de beleza e juventude. Dorien Leigh, Twiggy, kate Moss, Jean Shrimpton, Claudia Schiffer, Naomi Campbell e Gisele Bündchen são algumas das personagens que ilustram a mostra. A seleção de imagens do próprio museu exibe os ícones formatados repetidamente em poses fotográficas e moldados artificialmente pelos truques da maquiagem. Tudo com o objetivo de responder aos padrões físicos e estéticos que vendem o sonho, deixando pouco espaço para o realismo. Para a curadora Sylvie Lécallier, a exposição revela a ambivalência do papel comercial, estético e humano da manequim, além dos estereótipos que ela representa.  

 

Serviço

Exposição: Manequim - o corpo da Moda

Museu Galliera- Paris

De 16 fevereiro a 19 maio de 2013