Moda

/Porque é tendência estar bem informado

Do suspense ao apocalipse

Coleções sintéticas e comerciais para um inverno de inspirações que chegam ao fim do mundo
| Por: Raquel Medeiros

A terceira temporada de moda brasileira - em menos de um ano - estabeleceu a correria entre criar e chegar à passarela. O primeiro dia dos desfiles do São Paulo Fashion Week/Inverno 2013, aberto nesta segunda-feira (29.10), no Parque Villa Lobos, na capital paulista, deixou no ar a sensação de que todos os estilistas apostaram em coleções de perfis pragmáticos, com uma tendência ao clássico que nunca se distancia do foco comercial. Criações concisas, aninhadas no véu do inverno, suas sombras e alguns pontos de luz. Destaque para os metalizados que banharam de reflexos o hermetismo da cartela de preto, cinza, marrom, bordô, roxo, marinho e matizes contidas de verde.

Os desfiles contaram suas histórias, apresentadas na ordem inversa aos olhos de quem vê, revelando o desenlace. Ou seja: o capítulo "palpável" feito de lãs, sarjas, rendas, peles, linhos, malhas, couro e jacquard. O mesmo que travou uma luta contra o relógio até despontar diante do público. Só depois foram digeridos os lampejos que movem os designers e cobrem a roupa de significados. A abordagem apocalíptica abraçada por Ronaldo Fraga "Ô fim do cem, fim..." (com base nos manuscritos do visionário Paulo Marques de Oliveira, em 1950); o suspense enervante de "Pássaros" - um dos clássicos da filmografia de Alfred Hitchcock - por Tufi Duek e a expedição gélida à Patagônia, promovida por Oskar Metsavath para Osklen. Karen Fuke , da Triton, fez florescer a década de 80 semeando referências botânicas em peças estruturadas, enquanto Têca por Helô Rocha, adentrou no território da caça e das tradições da moda inglesa nos anos de 1960. A Ellus investiu na temática policial e colocou uma tropa de elite a postos na passarela. Ah! Fause Haten? Subiu ele próprio ao palco, acendeu as luzes e soltou a voz em um show musical, ao passo que modelos exibiam transparências, lantejoulas e pedrarias. Música, viagem, profecias, jardins, caçadas e suspense...Tudo vira Moda!