Moda

/Porque é tendência estar bem informado

Hortelã e frutas vermelhas são para o verão

Tons refrescantes e suaves estão na cartela de cores da estação que se aproxima
| Por: Raquel Medeiros

Em pleno inverno o mercado da moda descortina o que vai marcar a estação solar. É como bisbilhotar por uma fresta da porta tudo o que acontece no camarim antes de começar o espetáculo em que o grande protagonista é o verão. À primeira vista, tudo parece refrescante, doce, frugal. As tendências brincam de aguçar sentidos, memórias e sentimentos. A nova identidade para a temporada mais quente do ano surge repaginada na suavidade das cores e leveza dos tecidos. Para os dias escaldantes a predominância dos tons remete ao sabor do hortelã e frutas vermelhas diluídos em matizes amenas que chegam à placidez do branco. A ternura rompe com a autoridade do color blocking, rei absoluto nos últimos meses de termômetros nas alturas. 

Nas recentes previsões antecipadas pelo Minas Trend - principal evento de pré-lançamentos de moda do país- além da delicadeza das cores, as estampas não descartam a tropicalidade. Elas recobram cenários de praias, mar azul, fauna e flora que são parte da identidade brasileira. As referências parecem acrescentar à roupa o sentido de liberdade tão cultivado na estação que sintoniza com férias e relax. Complementado a ideia, o corpo entra em evidência. Guardando as proporções democráticas para os longos esvoaçantes que têm lugar cativo na temporada, as propostas transparentes, recortadas e curtas de tops, vestidos, saias, shorts e macacões expõem a pele. Pernas, barriga, ombros, colo e costas desfilarão à mostra em shapes ousados. Um certo clima pin up se aproxima com ventos que contam que o menos - na matemática nos comprimentos - será bem mais. Agora é esperar passar a chuva... Quem viver, verão.