Costurando Idéias

/A cultura de moda alinhavada com história, sustentabilidade e comportamento

Beleza não se vê, beleza se sente

Em campanha instigante, a Dove questiona mulheres cegas sobre a beleza que não se vê no espelho
| Por: Raquel Medeiros

Beleza é muito mais um estado de espírito do que aparência física.  Essa abordagem faz parte da nova campanha da Dove dentro do conceito de beleza real que a marca adota há mais de uma década para questionar estereótipos estéticos, desmistificar padrões e elevar a autoestima de mulheres. "Como você sabe que é bonita se não pode ver seu reflexo no espelho?" A pergunta é o fio condutor do filme "Blind Beauty" (Beleza Cega), onde três protagonistas suecas são portadoras de deficiência visual.

A sensibilidade permeia a publicidade sueca produzida pela agência publicitária Edelman. Naomi Allbäck e Anna Bergholtz perderam a visão há mais de 10 anos e Ida Östlund tem a deficiência visual desde o nascimento. Cada uma, com sua experiência de vida, encara a câmera para descrever a concepção do belo que não passa pelo crivo dos olhos.

"Quando sinto que estou no lugar certo, fazendo as coisas certas, as coisas significativas, me sinto automaticamente bonita", declara Ida Östlund. Para Anna Bergholtz, a beleza cabe na definição de um sentimento de bem estar: "Eu me sinto bonita no dia em que sinto que a vida é divertida", explica.  

A explicação de Naomi Allback também provoca reflexões que contrastam com as referências usuais da beleza ligadas à aparência. "Ela vem de dentro. Se você irradia calor, humildade e amor, então você é linda para mim", confessa. A percepção delas convida mulheres do mundo inteiro a abrirem os olhos para a beleza que não cabe em rótulos.