À Moda da Casa

/ A moda com tempero paraibano

O potencial da economia criativa está na Feira

Na Feira do Empreendedor, realizada pelo Sebrae-PB, a economia criativa move a programação que acontece entre os dias 19 e 22 de setembro
| Por: Kaylle Vieira

Cultura e criatividade, associadas à inovação e empreendedorismo, são as matérias-primas quando o assunto é economia criativa. Com estes quatro elementos em "mãos", é possível gerar renda, emprego e impulsionar o desenvolvimento de uma empresa ou região. Para apresentar aos empreendedores e empresários paraibanos o potencial deste novo conceito de economia, a Feira do Empreendedor da Paraíba, que será realizada entre os dias 19 e 22 de setembro, no Forrock, em João Pessoa, terá um espaço voltado para as oportunidades de negócios do setor.

Durante os quatro dias do evento, serão realizadas apresentações culturais, oficinas criativas, rodas de conversas, exposições, lançamento de livros, palestras, entre outras atividades, todas relacionadas à economia criativa. "Este ambiente da feira se propõe a estimular a produção associada ao turismo e negócios nesta área que podem resultar em empreendimentos visionários em áreas como cultura, artes, gastronomia e artesanato", explicou a coordenadora do espaço e gestora de Turismo do Sebrae Paraíba, Regina Amorim.

De acordo com a analista, o Espaço Economia Criativa espera oferecer aos empreendedores ideias criativas que podem se tornar fontes de negócios lucrativos e com alto grau de satisfação. "A partir destes novos conceitos e conhecimento, os empresários e empreendedores da Paraíba poderão gerar algo criativo, preservando as raízes, mas acrescentando algo novo também, que lhe agregue valor", ressaltou Regina Amorim.

Quem vai marcar presença no Espaço Economia Criativa do evento é a especialista internacional no assunto, Lala Deheinzen, uma das pioneiras a abordar o tema no país. Ela vai proferir a palestra "Economia Criativa e os Quatro Pilares da Abundância" no dia 21 de setembro, às 18h. Na apresentação, a expert mundial em economia criativa e desenvolvimento sustentável abordará os eixos norteadores da economia da abundância (Ativos Intangíveis; Tecnologias de Informação e comunicação; Sociedade em rede e modelos colaborativos; Conceito e ferramentas de riqueza multidimensional).

Além da palestra de Lala Deheinzen, também serão realizadas as de "Fomento ao Turismo: programas, linhas de crédito, Copa 2014 e Olimpíadas 2016" (Márcio Vantil/Ministério do Turismo), "Gastronomia com Diversidade e Sustentabilidade" (Mauricéia Barbosa/Associação Mãos que se Ajudam), "Produção independente para bandas iniciantes" (Arthur Pessoa/Cabrueira), e "Turismo de Experiência através da Produção Associada" (Luciana Galdino).

Moda, cultura, arte e capacitações

O espaço vai oferecer diversos desfiles de moda: Fardamento Profissional Criativo para Hotéis e Restaurantes (dia 19), Moda Artesanal/Chita (dia 20), peças desenvolvidas na Comunidade Jardim Alfa (dia 19), Acessórios com a Palha da Bananeira (dia 22) e Acessórios com Lixo Eletrônico e Sucata (dia 22). Também serão realizadas quatro rodas de conversa: Inovação e Criatividade no Design de Moda (dia 19), Audiovisual - Filme a Granel (dia 20), Atividades Criativas em Areia e Bananeiras (dia 21) e Fotografia Criativa (dia 22). O espaço ainda vai promover 11 oficinas (Retalhos, Violinos, Customização Criativa de Camisetas, Montagem de Bijuterias, Biojóias, Colagem de Moda Criativa, Palha da Bananeira e Moulagem).

Quem visitar o Espaço Economia Criativa poderá conferir produtos fabricados dentro deste conceito, como a Cocada na Kenga, móveis rústicos de madeira de construção, peças fabricadas com retalhos e com a palha da bananeira. O local também vai abrigar os cortejos da Banda de Pífanos de São José de Piranhas, As Calungas, Escola de Samba Malandros do Morro e Tribo Indígena Carnavalesca Africanos, além das apresentações da Orquestra Sanfônica Balaio Nordeste, do Clube do Choro e da Orquestra de Violões.

Para participar da Feira é preciso se inscrever gratuitamente através do site do evento. Quem deixar para o dia de abertura terá que pagar uma taxa de R$ 5. Serão realizadas palestras gratuitas e com investimento de até R$ 30. Já as oficinas têm valores que variam de R$ 10 a R$ 20. As inscrições para estas atividades também já podem ser feitas pelo endereço http://www.feiradoempreendedorpb.com.br/. A Feira do Empreendedor é uma realização do Sebrae Nacional e Sebrae Paraíba e conta com as parcerias do Banco do Brasil, Governo do Estado da Paraíba, Programa Conecte seu Negócio/Google, Fecomércio e da Fiep.