À Moda da Casa

/ A moda com tempero paraibano

Sebrae-PB costura projeto de uma moda com identidade própria

O Projeto "Moda Estilo Litoral" aposta nas referências culturais para transpor fronteiras
| Por: Da Redação
Sebrae-PB costura  projeto de uma moda com identidade própria
O artesanato é a aposta da moda autoral (ANS)

Inspiração, consultoria, capacitação, suporte gerencial. A moda paraibana segue esse fio de possibilidades que o Sebrae -Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas oferta para tecer as referências de estilo e qualidade exigidas no mercado. O setor de Têxtil e Confecções da instituição na Paraíba costura desde janeiro deste ano um projeto empreendedor disposto a consolidar o nome da moda do Estado no cenário nacional com caráter autoral e cultural.

O Projeto etiquetado com o nome Moda Estilo Litoral está esboçado nas bases estruturais do Sebrae que seguem à risca a promoção da competitividade e o desenvolvimento sustentável.  Cerca de 80 micros e pequenas empresas dos municípios de João Pessoa, Bayeux, Cabedelo e Santa Rita que atuam na confecção de moda praia, moda íntima, algodão colorido e couro recebem atenção. Elas estão inseridas nas ações de consultoria e de processos produtivos, financeiro, gerencial e de inclusão digital.  

Estas atividades configuram etapas do programa que se estende até 2014, com uma dinâmica que parte do diagnóstico do perfil da empresa até as metas de inserção no mercado que privilegiam o consumidor final. Para a gestora do Setor de Confecções do Sebrae-PB, Normélia Borges de Lira, o projeto vai permitir maturidade e segurança, além de potencializar o poder criativo das empresas.

Sem medo de ousar e usar

A moda paraibana transpira mudanças substanciais em um movimento efervescente regido pela abertura recente de cursos de nível técnico e universitário direcionados ao setor. "Percebemos um novo fôlego na nossa moda e isso se deve à qualificação. Estamos deixando de reproduzir o que aparece nas passarelas para criar uma moda própria, autoral", comemora Normélia.

A qualificação que está fazendo a diferença também leva o crédito do Sebrae. Dentro da nova performance que se desenha, Normélia destaca  o esforço da instituição em inserir uma visão tecnológica às empresas determinadas a vestir o mercado paraibano e nacional com estilo e personalidade. "Oficinas, cursos, e palestras com convidados respeitados nos principais eixos da moda do país dão uma contribuição enorme ao desenvolvimento da moda local", enfatiza a analista recordando eventos que contaram com estilistas como Walter Rodrigues e Ronaldo Fraga.

Interação com o artesanato

Uma moda identitária mostra a sua cara e não foge às suas raízes. E é na interação com o artesanato - uma das maiores referências da cultura do Estado - que o Sebrae confia para orientar a moda paraibana a transpor fronteiras. A renda Renascença produzida na região do Cariri já deu mostras que é possível pontear um caminho entrelaçado com sucesso aliando técnicas ancestrais às novas tecnologias e design sofisticado. Não por acaso o estilista Ronaldo Fraga e a grife Cavalera colocaram a trama delicada das artesãs paraibanas em coleções que desfilaram no São Paulo Fashion Week.

No momento em que o universo da moda conspira para viabilizar produtos sustentáveis e socialmente justos - como os artesanais - o Sebrae estabelece parcerias, fomenta o trabalho em sistema de cooperativas e semeia conhecimentos. "Acompanhamos as demandas e inclinações do mercado e somos conhecedores da nossa potencialidade em realizar uma moda com nossa marca cultural", pondera Normélia.

Para o Sebrae, a moda paraibana está nas mãos de quem arregaça as mangas para inspirar, criar, tecer as rendas, bordar os tecidos, tramar a palha da bananeira e plantar o algodão colorido que já tingiu o mercado interno e externo com sua paleta de sustentabilidade. Uma receita que tem tudo para alcançar uma moda no ponto!  

Serviço:

Sebrae-PB - (83) 2108-1100

Site: www.sebrae.com.br

 

GALERIA